Fotos Para Imprensa no Flickr

DM / RU Duo apresenta um repertório autoral composto por Daniel Marques baseado em ritmos afro-brasileiros folclóricos e regionais, como samba, choro, frevo e quadrilha. O projeto apresenta também uma abordagem jazzística para este material original e seu repertório está registrado no álbum recém lançado, "O Espantalho" (Bolacha, 2015). Clássicos do repertório violonístico brasileiro eventualmente fazem parte: Guinga, Baden Powell, Garoto, Radamés Gnattalli...

 

 

Fortemente baseado em elementos percussivos e nova técnica de linhas de baixo, o estilo único de Daniel de tocar e compor no violão de 7 cordas impressiona os mais renomados guitarristas em todo o mundo. Ele vem desenvolvendo uma sonoridade orquestral: a seção rítmica inteira em suas mãos. Vencedor do "Prêmio da Música Brasileira - 2010", foi recentemente aclamado como um dos violonistas mais representativos da nova geração no Brasil (jornal "O Globo" - junho de 2012).

 

 

Neste projeto, Daniel é acompanhado pelo flautista / saxofonista Rodrigo Ursaia, um músico com vasta experiência internacional tendo morado em Nova Iórque por 12 anos. Premiado com a bolsa "Virtuose" do Ministério da Cultura em 2000, Rodrigo também foi premiado recentemente como um membro do grupo do pianista Dom Salvador ('Prêmio da Música Brasileira "- 2012). Rodrigo já se apresentou no Carnegie Hall, Umbria Jazz, Copenhagen Jazz Festival e Blue Note de NY.

 

 

Novo Album: "O Espantalho" (Bolacha, 2015)

 

"Original, rítmico e de concepção artística

Daniel Marques e Rodrigo Ursaia desafiam o 

convencional criando uma música instrumental 

de vanguarda e verdadeiramente inovadora."

 (The Akademia Awards, 2016 - EUA)

 

Após excursionarem pela Europa por dois anos consecutivos, Daniel Marques (violão 7 cordas) e Rodrigo Ursaia (sax/flauta) registraram sua amizade e afinidade musical em um novo álbum apresentando só composições inéditas. O CD inclui 8 composições de Daniel arranjadas pelo Duo.

 

Gêneros brasileiros são explorados de maneira virtuosa e ousada: frevo, quadrilha, samba, choro, toada, forró e uma suíte chamada "Suíte da Guerra" com três movimentos em homenagem ao pintor Câncido Portinari. Participam como convidados especiais o baixista Ricardo Sá Reston em duas faixas - "O Espantalho" e "Piolho" - e o Pandeiro Repique Duo em "Na Caçamba/ Ritual" fazendo referência a improvisação livre inspirado no lendário CD "Dança das Cabeças" de Egberto Gismonti e Naná Vasconcelos.

Album Duplamente Premiado: 

 

- melhores instrumentistas do ano
("Melhores Instrumentistas do Brasil - 2015")
- melhor composição: "O Espantalho"
("The Akademia Awards" - USA, New York/Los Angeles)

Nova Música Brasileira

​Daniel Marques & Rodrigo Ursaia