​Homenagem a Edu Lobo

 

"Fico contente cada vez que ouço minhas canções interpretadas com liberdade e, sobretudo, muito talento. Bravo!" 

(Edu Lobo)


Paula Santoro e Daniel Marques já se conheciam há alguns anos, mas nunca haviam tocado juntos, embora se admirassem mutuamente. Até o dia em que o destino os uniu musicalmente em uma festa na casa da cantora. Paula e outros amigos cantores se revezavam em repertórios e estilos musicais diversos e Daniel - que era o único instrumentista presente - os acompanhava em todos os estilos, com maestria. A versatilidade de Daniel chamou a atenção de Paula e essa empatia musical instantânea despertou um desejo de realizarem algo juntos. 

 

Foi assim que surgiu a homenagem a um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos, por quem o duo tem profunda admiração: Edu Lobo. O repertório é composto pelos clássicos de Edu, como Lero-lero (com Cacaso), Vento Bravo (com Paulo César Pinheiro), Canção do amanhecer (com Vinícius de Moraes), Na carreira (com Chico Buarque), Zambi (com Vinícius de Moraes), mas também mostra o seu lado B com Canção da Terra (com Ruy Guerra), Cordão da Saideira (rara canção com letra e música de Edu), entre outras. Edu Lobo é o único compositor para quem Tom Jobim escreveu: “Eu vos saúdo em nome de Heitor Villa Lobos, eu avô e meu pai”.

Download here professional photos from Flickr

Paula Santoro é uma das maiores intérpretes de sua geração. Com uma carreira de vinte anos, já dividiu o palco ou o estúdio com Chico Buarque, Edu Lobo, Yamandu Costa, Toninho Horta, Lô Borges, Alcione, Flávio Venturini, Tavinho Moura, Nelson Angelo, Joyce, Sérgio Santos, Jaques Morelenbaum, Banda Mantiqueira, entre outros grandes nomes da MPB.

Lançou quatro CDs solo e vários outros com grupos do qual fez parte, como o grupo vocal Nós & Voz  e o grupo de rock progressivo Sagrado Coração da Terra  (liderado por Marcus Viana). Além disso, gravou em álbuns de vários compositores como Guinga, Nelson Angelo, Mário Adnet, Nivaldo Ornelas, entre outros.

 

Realizou diversas turnês no exterior lançando seus próprios álbuns ou de compositores com quem contribuiu. Destacam-se: a turnê pela Índia (2010) à convite da Embaixada do Brasil; turnê pela Itália, em duo com o compositor Guinga (2007); a apresentação em Nova Iorque (2012) na Conferência APAP (Association of Performing Arts Presenters) para uma plateia de críticos e empresários do mundo todo; a participação no programa de TV “Later with Jools Holland” da  prestigiosa BBC de Londres, na mesma noite que Amy Winehouse e o Tributo a Ary Barroso ao lado de Alcione, no The Forum (Londres/2003).

 

Está lançando seu novo álbum - “Mar do meu Mundo” (Borandá) - no Brasil e exterior. Retornou recentemente de uma turnê pela Europa onde obteve ótimas resenhas sobre o disco em importantes publicações parisienses, como o jornal Le Figaro e a revista Télérama. O disco anterior - “Paula Santoro” (Biscoito Fino) foi lançado no Japão e na Europa e contou com a participação especial de Chico Buarque e Toninho Horta, entre outros.

 

Recentemente apresentou-se no Auditório Ibirapuera ao lado de Edu Lobo, Yamandú Costa, Mário Adnet, Monica Salmaso, Renato Braz e Muiza Adnet. O concerto com Orquestra (parte da OSESP) foi o lançamento do CD: Mário Adnet – um olhar sobre Villa-Lobos.

Ganhou diversos prêmios, tais como:  V Prêmio Visa Vocal  (3o lugar), Melhor Cantora de Minas Gerais (Troféu Faísca) e ainda, foi indicada ao prêmio Rival Petrobrás de Música. E ganhou o prêmio de Melhor intérprete do IV Festival de Música da Rádio MEC e Nacional. Cantou em importantes projetos e festivais, como: o Tudo é Jazz, no Tributo a Jobim, com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, ao lado de Danilo Caymmi, Zé Renato, Paula Morelenbaum e Paulo Jobim, com regência de Jaques Morelenbaum; projeto Sintonia Fina, com curadoria de Nélson Motta; Projeto Pixinguinha, excursionando com Wilson das Neves e banda, entre outros.

 

Na televisão, dublou a atriz Maria Fernanda Cândido na minissérie Aquarela do Brasil (Rede Globo) e apresentou-se no programa Som Brasil (Globo) em homenagem a Ivan Lins (DVD). Participou de Chiquinha Gonzaga como atriz e cantora. Interpretou a trilha de Pantanal durante a turnê ao lado de Marcus Viana e o tema de abertura de Ana Raio e Zé Trovão. No teatro, atuou em musicais como Manoel, o Audaz, Mulheres de Hollanda e Aldir Blanc, Um Cara Bacana em que dividia o palco com Lucinha Lins, Cláudio Tovar, Cláudio Lins e Zé Luiz Mazziotti.

 

 

Daniel Marques: 

Wikipedia

https://pt.wikipedia.org/wiki/Daniel_Marques_(m%C3%BAsico)
 

​Daniel Marques & Paula Santoro